“Sao” Luiz Gonzaga…

 

“Se a gente lembra soh por lembrar, do amor que a gente um dia perdeu, saudade inteh que assim eh bom, pro cabra se convencer que eh feliz sem saber, pois nao sofreu..”

   Quem eh do interior vai saber de cara qual a minha intencao nesse texto! Quando vamos chegando em meados de abril, maio, a contagem regressiva para junho torna-se automaticamente involuntaria. Eh como se um filminho fosse passando na minha cabeca.

   Minha infancia, meu avo preparando a fogueira em frente a casa, para que eu e meus primos pudessemos tocar nossa chuvinha, “traque de massa”… assar um milho no espeto do churrasco, chamar algum de meus tios para acender o vulcao(visto que, minha mae me proibiu terminantemente de faze-lo sozinha), sem falar das pintinhas de lapis preto de maquiagem, na bochecha, que eu achava lindo, hehehe, eu era crianca gente!

   Isso tudo acontecia, embalados pelo som de Luiz Gonzaga, um vinil antologico e super valorozo que meu Avo guarda com zelo(e nao eh pra menos) ateh hoje! Depois de me entopir de comidas tipicas e de tocar quase todos os fogos de artificio (que nao eram poucos), ia dormir satisfeitissima!

   De manha, quando acordava jah se ouvia alto, algum som, de algum vizinho: “Minha vida eh andar por esse pais, pra ver se um dia descanso feliz, guardando as recordacoes das terras onde passei, andando pelos sertoes e os amigos que lah deixei...”

  Cresci encarando o mes de Junho como um “estado de espirito”, realmente ficavamos/ficamos super envolvidos!

   Com o passar dos anos, deixei de lado os meus “traques de massa” e fui “liberada” pra curtir o ARRAIA! Nossa… dai, guardo as melhores lembrancas da minha vida…aquelas dignas de guardar numa caixa! Pessoas diferentes circulando, amigos reunidos, risadas garantidas, aquele frio suavizado com um forrozinho e um licor feito pela Vo de alguem…sem falar do “ponto de encontro”: “Alo…hum…certo…olha, a gente vai tah ali perto da banca de revista, na primeira arvore”…”valeu amiga…ateh daqui a pouco”…Rs! Ai, eh aquela historia neh: “Mandacaru quando flora na seca, eh o sinal que a chuva chega no Sertao, toda menina que enjoa da boneca eh sinal de que o amor jah chegou no coracao…”

   Nao que eu queira excluir as pessoas que nasceram na capital de nutrir esse tipo de sentimento com essa data festiva, nao eh essa a minha intencao. Na realidade, quero retratar toda a minha emocao e compartilhar com meus amigos essa paixao! O arrepio ao escutar os primeiros toques da sanfona, a euforia de ver as bandeirolas na rua, a contagem regressiva na agenda no colegio(um X em cima de cada dia), hein Taty!!! Correr de medo da Espada e ver os “turistas” desesperados sem saber o que fazer diante daquela “Guerra”! Sair entrando na casa de todo mundo que nao conheco, perguntando se: “Sao joao passou por aqui”?!

   Me perdoe Carnaval, gosto de muito de voce, canto com toda minha alma “Por isso chame, chame, chame, chame gente, que a gente se completa enchendo de alegria a praca e o poeta”…mas, contudo, porem, entretanto, todavia…nasci em Cruz das Almas, e…tem aquela musica neh…Aaaah Luiz Gonzaga: “Eu vou mostrar pra voce, como se danca um baiao e quem quiser aprender, eh favor prestar atencao, Morena chega pra cah, bem junto ao meu coracao, agora eh soh me seguir, pois eu vou dancar um baiao…”

 

*Galera…fui no Forrozinho ontem e nao me conti…minhas maos nao me obedeceram, em segundos…saiu esse texto!

*Mel, voce levou algum cd de Forro pra Vancouver? Hehehe.

 

 

 

A solucao eh abstrair?

  

Na televisao, noticias, fatos e boatos sobre a “Pequena Isabella”, uma revolta nacional SIM! Quanto mais penso que jah ouvi tudo a respeito do caso, surgem novas provas e me pego grudada na tv, desejando como todo o Brasil que a “justica seja feita”! O meu desejo, assim como o da maioria da populacao eh que os culpados(quem quer que seja), receba punicao por tao cruel atitude!

   Quando a gente pensa que jah viu tudo…filha matando os pais, casal de namorados que saem pra acampar e sao torturados ateh a morte, crianca jogada da janela de um predio, nao tem esse que nao entre em parafuso diante de acontecimentos tao tragicos e mesquinhos, dos quais o ser humano eh capaz! Agora eu comeco a entender que a “Sindrome do Panico” tem fundamentos, que a preocupacao dos nossos pais sao sinceras e que essa historia de se revoltar em busca de “um mundo melhor” faz sentido!

   Por mais que se tente distrair e abstrair o que se passa a nossa volta, fica dificil se calar! Parece que com o silencio, assisto passivamente tudo o que acontece no mundo! Ser espectadora de atrocidades nao anima as minhas ferias! O remedio, ou pelo menos o paliativo, eh recorrer aos livros! Alguma historia que me faca transcender, aprender novas palavras, viver por alguns momentos a vida de outros personagens, exercitar a minha mente com coisas que me tragam algum prazer… Pode ateh parecer monotono, mas eh mais ou menos assim que vou dirigir os meus dias de ocio! Quando cansar, eu danco!!! Bendito seja aquele que balancou o corpo pela primeira vez ao som de uma musica!

Buginganga…

  

 

   Enfim, Ferias!!! O que todo mundo deve se perguntar: “Ferias? Em pleno Abril?”. Sim, Ferias! E merecidas diria eu, por conta do estresse desse semestre 2007.1 que nunca acabava.

   Hora de passar uns dias na “hometown”, comer os apetitosos “rangos” das minhas “lindonas”, dormir e acordar quando sentir vontade, me irritar com o latido do cachorro, sentir medo de ser surpreendida por um cagado (bicho asqueroso), deitar no jardim e ler tranquilamente um livro da minha escolha!!!

    Assistir Tv numa tela algumas vezes maior do que a minha, ouvir o telefone tocar e ser para mim, dar risadas escandalosas na companhia dos meus primos, deitar no sofa e receber um carinho nos cabelos dado por meus avos, procurar algo na gaveta e encontrar aquilo que procurei ha tempos e nao achei (por mero acaso).

   O que eu nunca imagino, eh o quanto me acostumei com o “meu lar”! E sempre que vou passar, ainda que seja um final de semana fora, sinto uma enorme falta do meu “quadrado cor-de-rosa”. Meu quarto, cheio de “Bugingangas”!

   O mais complicado nessa hora, eh escolher o que deve e o que nao deve ir na mala. Roupas sao o de menos, jah que tenho algumas pecas por lah ainda! Bijouterias, bolsas, cadernos, dicionarios, canetas, cosmeticos… nao consigo diferenciar “basico” de “superfluo”…

   Enquanto assisto o “Programa do Jo” e acompanho Flavia Alessandra demonstrando sua desenvoltura no “Queijo” para compor o personagem da novela das 8 (diga-se de passagem: Arrasou!)…vou tentar ser sucinta na arrumacao da minha mala…

“MuDe”

  

 Nos ultimos dias, tenho notado com frequencia a quatidade de “Mudancas” que ocorrem na minha vida, e na vida dos meus proximos! Nao eh segredo pra ninguem que a todo momento somos surpreendidos por mudancas, sejam elas repentinas, lentas ou planejadas!

   Uma amiga que no momento faz intercambio, pelo que estou acompanhando desta “viagem”, estah vivendo numa constante mudanca. Afinal de contas…nada mais drastico para um individuo do que passar a se habituar com a cultura de outro. Para que alguem sofra por algumas modificacoes e “retoques” na vida, nao eh necessario que ela viaje. No ambiente em que estuda, trabalha, entre os seus amigos…sempre haverao mudancas. Muitas vezes, as mudancas que ocorrem, atrapalham planos, adiam sonhos, causam atritos ou trazem mais esperanca. Soh irah depender da forma como acontece para cada um.

   Ultimamente minha vida tem se resumido a faculdade>casa, casa>faculdade. Sendo assim, eh preciso procurar meios para que tudo nao se torne tao massante e tao revoltante! Tenho mudado de caminho, andado do outro lado da rua, as vezes ando descalca em casa, durmo do outro lado da cama, leio outros tipos de livro…livros que antes nao enchiam meus olhos…esse “antes” jah faz tanto tempo…talvez hoje se eu comecar a ler possa me agradar! Um dia durmo mais tarde, outro dia, durmo mais cedo! Troco de bolsa, de brincos, de canetas…

   Para que o dia-a-dia se torne menos monotono, vale a pena inventar!

   “Mude de novo. Experimente outra vez. Voce certamente conhecerah coisas melhores, e coisas piores do que as jah conhecidas. Mas nao eh isso que importa. O mais importante eh a Mudanca, o movimento, o dinamismo, a energia”.

   “Mudei” a cara do blog, e o estilo do texto…inspirada pelo escritor das aspas ai de cima: Edson Marques.

 

OBS: Hoje o texto tah com cara de “auto-ajuda”, mas eh que isso as vezes eh necessario (hehehe). Ah, espero que estejam lembrados do meu teclado ingles, que me impossibilita “acentos e cedilhas”.

Tolerancia Zero…

 

 

     Tolerancia zero!!! Essa eh a frase que mais tenho escutado por todos os ambientes que convivo. Seja ele em casa, na faculdade ou no Msn, enquanto converso ou vejo os “nicks” dos meus amigos!!! Me considero inclusa com toda intensidade do mundo nesse “perfil”!

   No meu caso e no caso de muitos dos meu “queridos”, a culpa toda eh do sistema!! Alias, eh uma delicia colocar a culpa no sitema! Alem de ser “chic”…(dah a impressao de voce ser uma pessoa politicamente engajada e conhecedora da dinamica social, hehehe)! Se paro 2 minutos na frente do computador, vejo claramanete o quanto as pessoas estao CANSADAS!

    Trabalho, cansa demais! Apesar de nao estar trabalhando no momento(infelizmente), lembro do quanto era corrida a minha vida no ano passado!!! Minhas noites de sono eram tensas, morria de medo de perder o horario de manha! Estudar??? Soh de escrever essa palavra jah me cansei!! Muitos de vcs hao de concordar que nao ha nada mais cruel, para universitarios(e estudantes em geral) do que o seguinte alarme: “Final de semestre, final de semestre”!!! Parece a chamada de um aviao que vamos perder, ainda que estejamos apressados! Eh praticamente uma corrida contra o tempo! Meus ombros estao tensos, minha expressao carrancuda e tudo eh capaz de me irritar ou me descontrolar!!! Calmaaa! Ao contrario do que voces devem estar pensando, ou fazendo um diagnostico a partir dessas queixas, garanto, nao eh TPM, nao! Mas eh bem parecido!

    Faz bem colocar a culpa no sistema por que vc tira de si a culpa de nao ter estudado mais do que deveria, logo: “A culpaaaaaa eh do professor! Ele nao passou o assunto direito”! Eh terapeutico repetir isso…mas, quando passa o periodo de exaltacao, lembro que estou estudando para ser, nada menos que: PROFESSORA! E que meus futuros alunos irao falar o mesmo de mim! A menos que eu seja um pouco mais atenciosa com eles e mostre que estou ali por que quero, e nao apenas para pagar minhas contas e minhas viagens de fim de ano! Reclamacoes sobre a falta de didatica dos professores numa mesa redonda, num bar qualquer, com os amigos eh sempre um assunto em pauta! A propria classe, a classe que almejo pertencer, parece gostar de alimentar isso…

   Chego a sonhar com um “Final de Semestre” sem tumultos…O ceu estaria mais azul ao amanhecer, as plantinhas mais verdes e o ar mais puro!!! Mas por pouco, caio da cama. Por que a realidade eh assombrosa! O que sinto sao dois pregos, de um lado e do outro, querendo entrar na minha cabeca, apertando a minha mente! A capacidade de raciocinio vai a zero! O humor, soh consegue se manifestar de forma sarcastica. E enquanto voce olha para um lado e para o outro, percebe que as pessoas estao correndo, com pressa, entrando e saindo da Biblioteca, agoniadas, padecendo do mesmo mal que voce. Mas se acha que isso traz algum alivio…ledo engano! Traz mais agonia ainda!!

   Se ligo a Tv…impossivel relaxar! Assitir aos jornais, acompanhar as noticias fresquinhas sobre o “Caso Isabella” tambem eh agonizante. Entao, noto tristemente, que o mundo vem colaborando para deixar as pessoas cada dia mais tensas. Seja lah qual for o ambiente em que este ser humano esteja inserido.

 

Garanto que muitos que lerem esse texto…estao sentindo de alguma forma sua “mente apertada”! Estamos todos numa correria sem fim! A solucao pra isso talvez seja enxergar alguma luz, um sinal de sol no fim da estrada…porque de caminho obscuro, estamos desde jah bem servidos!

F.R.I.E.N.D.S…

  

   Atraves de uma sugestao, o tema que me traz aqui hoje, sem duvidas, me emociona. Fiquei com medo de esquecer de “alguns”, poderia ser no minimo injusta. Na minha vida, nao posso afirmar que “eles” sempre foram vitais. Reconheci um pouco tarde a importancia da AMIZADE! Mas tem aquele cliche “Nunca eh tarde”…ora pois!

   O que podemos considerar por AMIZADE? Quem podemos considerar AMIGOS? Ha quem ache que amigo mesmo eh aquele que faz todas as suas vontades. Ou, que nunca, jamais, em tempo algum brigou, ou discutiu “feio” com voce. Tem tambem aquele “amigo” que adora tomar coisas suas emprestadas e nunca devolve, na maioria das vezes eh um bem material que voce era/eh muito apegado! Aqueles que te pedem dinheiro emprestado(uns pagam, pode ateh demorar, outros, nao). Que tal aquele que vive descordando de voce, mas que ainda assim, te faz um bem danado? Amigos que viram amores, amores que viram amigos…Ah! Seriam tantas as definicoes, se eh que para Amizade existem definicoes…

   “Nesse mundo de meu Deus”, a frase “EU TE AMO” tah mais popular que aquela de para-choque de caminhao: “O senhor eh meu pastor e nada me faltara”. Eh impressionante! Voce conhece a pessoa hoje, pode ser que amanha, ou semana que vem ela diga com todas as letras essas tres palavrinhas pra voce… E nao serah pessoalmente nao, tah? Vai ser provavelmente atraves de um “Scrapbook”, aquelas mensagens do Orkut! Ai eu penso… “Vivem repetindo essa frase a torto e a direita, e quando eu falo isso pra Minha Mae, ela soh falta chorar”! Talvez seja por que falo com verdade!

   No colegio, encontrei 4 componentes do meu “Hall de Melhores Amigas”! Rolou “Pacto” de amizade e tudo, mas calma galera, nao foi com sangue, meleca, saliva ou nada diabolico! Teve ainda uma outra (no colegio), de sorriso inebriante, que parece mutante(nao era pra rimar).O poder dela eh: “Super Hiperhidrose, ATIVAR”, que tah mais pra minha heroina, vive me salvando!! E nao eh que elas estao “pertinho” ainda que distantes de mim ateh hoje?! Fui morar em Salvador em 2004, no primeiro dia de aula na FJA: “Oi, voce saberia me informar onde fica a sala do 1 semestre de Publicidade e Propaganda? Resposta: Nao, tambem gostaria de encontrar!”. Esse dialogo de 30 segundos foi suficiente para colocar no meu “Time de amigas” uma componente “ruiva”! Nesse mesmo ano, soh que laaaaah na FBDC, surgiu de onde eu menos esperava uma “loira”, estonteante! Melhor nem entrar em detalhes senao ficaria horas e horas falando sobre ela! No pensionato onde morei em 2006, ganhei 3 amuletos. Vai me dar sorte assim lah na casa da…ops, me empolguei! Ainda descobri, que uma das mais importantes do meu “time” eu jah tinha ateh pego no colo, tava na minha propria familia e eu nao via, sem falar da MINHA MADRINHA(com letra maiuscula SIM), primos e todos familiares!

   Chegando na minha atual “empreitada”(UEFS), ganhei 2 “chaveirinhos”, aquelas “amigas” que nao podem sair do bolso! Em alguns meses, jah nao conseguia imaginar minha vida sem elas! Acontece! Seguindo ainda a ordem cronologica dos fatos, em 2008, abri uma “caixa de presente” recheada de pessoas num ambiente paradisiaco! Hoje, sao cumplices, mas com grandes chances de se tornarem AMIGOS! Afinal de contas, tem aquela frase, daquele livro que quase todo mundo jah leu, por que foi obrigado na escola: “Tu te tornas eternamente responsavel por aquilo que cativas”!

   Os que foram aqui “citados”, sao amigos que jah me fizeram chorar de raaaaiva, que jah pegaram coisas minhas emprestadas e nao me devolveram, que jah descordaram “feeeeio” de mim em algumas discussoes, que jah enxugaram as minhas lagrimas, que fizeram palhacadas “esdruxulas” para combater meu mau-humor ou que simplesmente chegaram na minha casa com um lata de leite condensado, pra fazer TChanRaaam: Brigadeiro! Amigo que para suavizar a minha colica me presenteou com um “MCLanche Feliz”, jah que AMO MUITO TUDO ISSO, amigas que celebram meu aniversario me dizendo coisas lindas, que eu peco um favor e que ainda facam reclamando, FAZEM! Amigos que deixam minha barriga doendo, doendo muito de tanto rir! Amigos que me elogiam e me criticam, que importa?

“Os poucos amigos que tenho, sao os que todos gostariam de ter”!!!

Cade a inspiracao?

      Quando comecei essa “onda” de blog… lendo textos de pessoas que jah tinham aderido a essa mania, me deparei com um texto muito interessante. Carol Machado imaginava a “inspiracao” sendo vendida em prateleiras! Ateh que nao seria uma mah ideia…hoje, com toda certeza daria esse pouco dinheiro que tenho na carteira se pudesse compra-la. Seria otimo tambem se tivesse “delivery” para “inspiracao”…Se por acaso existir e eu nao saiba…passa o numero pro meu e-mail.

   Agora eu to aqui me perguntando, serah mesmo que eh possivel ter inspiracao, se quando ligo a televisao, vejo novas noticias do caso da “pequena Isabella” e gostaria muito que o pai dela nao fosse o culpado… Mas temo por jah ter acompanho na Tv, o caso “Risthofen”(acho que nao eh assim que escreve, mas dah pra entender). 

   Minha cabeca esta fervilhando atormentada por um vilao conhecido de quem jah estah na faculdade…o nome dele soa como uma bomba: FINAL DE SEMESTRE! O assunto das provas tem que entrar na sua cabeca de qualquer jeito…bom seria se a minha cabeca fosse uma caixinha, onde eu simplesmente abrisse e guardasse nela as paginas dos livros que preciso estudar para as provas.

   Inspiracao como? Se toda vez que penso em algo que me divirta, vem a consciencia me assombrar, repetindo numa altura equivalente ha sei lah quantos mil decibeis que: TENHO QUE ESTUDAR!

   Meu “Menino do dedo verde” foi trocado pelos livros de Linguistica, meu quarto tah a maior bagunca, meus amigos ficam On e ficam Off no Msn(mal posso conversar com eles)…Meu apetite totalmente desregrado…meu sono…Sono? Ah…que falta me faz uma leve noite de sono…

   Me fala, inspiracao como?

Minha unica alternativa hoje, foi escrever pobremente sobre a ausencia dela.