Interrogação?

a_juventude_pode_mover_o_mundo

Eu tava prestes a me jogar na cama pra tirar o sono dos justos, mas tinham tantas ideias, questionamentos, músicas, lembranças, zanzando pela minha cabeça que o melhor que eu fiz por mim, foi correr pra cá.

Combinando um final de semana com umas amigas, aguardando a chegada do São João com outras, me veio um daqueles pensamentos bem nada a ver cheios de filosofia de botequim: Pra que é que serve a juventude?

A primeira coisa que veio a mente para responder a essa pergunta foi: “Pra quê que serve??? Para sermos irresponsáveis, é claro!”. Mas tenho visto que não é bem assim que a banda toca. É claro que algumas atitudes, dúvidas e desmantelos fazem parte da nossa essência…daquela coisa do “ser jovem”: Pensar que é imortal, que o que aconteceu com o filho do vizinho nunca vai acontecer com você, achar que não vai conseguir se formar, planejar virar hippie se nada der certo, pagar sem pena mais de 100 paus numa camisa pra uma festa que dura 12 horas e bla bla bla. Mas acontece, Meus bonitos, que os Jovens estão tendo que aprender cada dia mais cedo a “se virar”.

Construir a vida que você planejou/planeja exige disciplina, concessões, muito choro e vela, cara enfiada no livro, quarto de pernas pro ar e SEMPRE grudar na cabeça que você não pode parar. Caso aconteça, fique avisado desde já que alguém vai acabar te superando e mesmo com o buzú em movimento pode conseguir sentar na janelinha.

Trabalhar e estudar não é tarefa das mais fáceis. Mas quer ver satisfação? Ganhe seu próprio dinheiro, ensaiando logo logo como será sua vida no futuro próximo calma, vai ser um pouco pior. Esse lance tá um tanto novo pra mim. Eu surtei. Isso também pode acontecer com você. É um medo que te impede de raciocinar. Enxergar que você terá uma vida desgarrada da vida dos seus entes queridos, dói. A vontade que dá é de colocar uma venda nos olhos, correr pros braços da Mãe e pedir colo. Claro…colo! Afinal de contas, foi ali que sempre depositamos toda a nossa segurança.

A juventude me manda dançar a música do momento, estar ao máximo com os meus amigos, falar e aprender milhares de gírias, falar 10 palavrões para cada 11 palavras, comer sem me importar com a balança e usar saias curtas enquanto não tenho filhos para buscar na Escola. Só que essa mesma juventude me deixa com receio de ser uma garota apática. Minha geração não gosta de questionar e se revoltar contra o sistema, ou é impressão minha?

Vejo meus alunos combinando de se falar pelo Orkut, pelo Msn…eu faço o mesmo com os meus amigos…mas durante a minha vida escolar não dávamos o menor ibope pra internet, não era tão popular. À tarde basicamente marcávamos pra estudar mentira e depois comer pipoca com Pepsi assistindo Malhação, quando Malhação ainda era Academia, ou quando o Múltipla Escolha era novidade. Velhos tempos, belos dias!

A juventude serve pra que possamos fazer tudo o que aos 30 ficará feio pra nossa imagem? É isso? Ela tem o intuito de nos mostrar que FAMÍLIA é um bem maior, mas que não há jeito, você precisa ampliar aquele ciclo e gerar uma nova família, adquirir bens materiais, ser reconhecido no que estudou para sua profissão etecétera e tal?

Eu queria mesmo era um Manual de Instruções, para aprender a lidar com esse troço. No manual, POR FAVOR quem o fizer coloca mais ou menos o seguinte: “Se desgarrando da barra da saia da Mãe”; “Aprenda a cozinhar chorando”; “Como matar uma rã com um quilo de sal”; “Lavando roupa em 10 minutos”; “Afastando-se dos amigos jamais, MSN existe” e o principal “Aprenda com os seus erros”.

Para os 30 anos, ainda me faltam 7. Sei que a maturidade e a velhice sào inevitáveis pra quem vive, não sou uma jovem transgressora, protestante radical xiita…mas também não corro o risco de aos 60 tornar-me uma Copélia. Com a idade que me encontro parece difícil definir PRA QUE SERVE A JUVENTUDE, mas pretendo responder a essa pergunta daqui uns anos…e tenho certeza que a resposta terá mais destreza e mais pontos de continuação ao invés de interrogação. Tô dormindo e acordando day after day em prol disso.

Agora…deixando o que é do futuro para o futuro…aproveitarei que não tenho filhos para alimentar e cairei na gandaia com as minha amigas, no estilo: “Extravaaaaaaaaaaaaasa, libera e joga tudo pro ar”…puro e simplesmente porque eu “quero ser feliz antes de mais nada”.

É MICARETA na terra do “Bira”(Jô Soares)… Vamo que vamo!

About these ads

7 Comentários

  1. Pra que serve, eu tb não faço a menor idéia, tem tanta vertente que pode-se seguir quando a juventude ‘acabar’…
    A única certeza q a gente pode ter agora é, aproveitar ou não a juventude…

    E então, EU prefiro ir pra avenida hj, e curtir minha juventude!

    =**

  2. gaby, vc viaja na maionese! esses seus textos me fazem lebrar as aulas de Urpi!

  3. “A juventude serve pra que possamos fazer tudo o que aos 30 ficará feio pra nossa imagem? É isso?”
    Amiga, você botou pra fuder ai viu… Desculpa o termo, mas pooorraa vei!! Seráááá????
    kkkkkkk, tô lascada! QUe feiiio pra mim,, rs!!!

    Vc tá jogando certo DEMAIS nos seus textos rei!!

    Amo você
    Meu Orgulho!

  4. “…não corro o risco de aos 60 tornar-me uma Copélia.”

    AHHH NÊINH! HAHAHAHA!

    Deve ser mais ou menos isso. A juventude serve pra você ser retardado (no sentido gíria da palavra), porque depois disso vai pegar mal… Acho que morreremos (de preferência no matagal) e nunca saberemos nada sobre essa coisa para qual nós dedicamos todo o nosso tempo, chamada vida. [/filosofando]

    Ô blogueira, entra no MSN, Twitter ou whatever! Tem um monte de coisa pra te contar! Se tiver celular da Oi, me passa o número, que eu falo de graça pra Oi’s! HAHAHA!

    Bjuss! Tô com saudades!

  5. Ah, eu adorei o novo topo do blog, viu! Ficou sensacional! :D

  6. Pra mim a juventudo é uma linha que separa a nostalgia da infância com o medo das responsabilidades adultas. A gente fica meio que misturando as duas situações ao mesmo tempo rsrs.
    Mas fale a verdade se não tem nada melhor do que “extravasar” na noite anterior e hoje não ser taxado de irresponsável, imaturo?
    É aquela velha história, tô doida pra virar adulta de vez, mas tenho certeza de que quando chegar esse momento vou dizer: pqp, acabou a melhor época da minha vida! kkkkk

    Ótimo texto Djonguinha! Você é sucesso!
    Beijoss =***

  7. “Vejo meus alunos combinando de se falar pelo Orkut, pelo Msn…eu faço o mesmo com os meus amigos…mas durante a minha vida escolar não dávamos o menor ibope pra internet, não era tão popular. À tarde basicamente marcávamos pra estudar mentira e depois comer pipoca com Pepsi assistindo Malhação, quando Malhação ainda era Academia, ou quando o Múltipla Escolha era novidade. Velhos tempos, belos dias!” [ RIBEIRO, Helena Gabrielle]
    Me encaixei aki!!! E me senti na obrigação de comentar!!!
    A juventude não é tão mole assim como os adultos esfregam na nossa cara!!!! ( E ai de quem esfregar na minha cara que eu já sou adulta!!!!) São tantos perigos que corremos para chegar nessa tal independência… Acordar cedo, pegar buzú, cozinhar, lavar, matar baratas, lavar o banheiro, varrer a casa, fazer trabalho de faculdade madrugada a fora sem ajuda da mãe!!!!!! Fala sério, véii!!! Isso assusta!!!!
    Mas por enquanto, amiga, que a gente não se encaixa na idade adulta, vamos aproveitando todos esses perigos de uma forma bem JOVEM de ser… Quando o despertador tocar às 5:30, a gente coloca mais 5, 15, 30 minutinhos… Pegamos o buzú sim, mas pra ir ao templo (shopping)!!! (Precisamos fazer isso, viu????) Cozinhamos, sim, mas deixamos todo mundo com água na boca (moquecas [inclusive temos que fazer aquela de camarão que nos prometemos!!!], strogonoffs, lasanhas, chocolates quente [naquele friozinho, hein?], e aquele café preto com aquela panela de brigadeiro pra virar a noite estudando????). Lavamos roupas cantando a música que tah tocando no quarto da amiga, sem nem imaginar o que podemos estar fazendo… Matamos baratas ( tudo bem amiga, eu não mato!!! Te chamo pra matar!!!!) com estilo (scarpins, saltos 15!!!!) Lavamos o banheiro com o som nas alturas (ou na nossa casa ou na casa dos vizinhos!). Varremos a casa destilando todos os nossos venenos que em o Butantã é capaz de curar, e depois estamos tão relaxadas… Viramos a noite fazendo trabalho da faculdade, comentando fotos no orkut, resenhando no MSN quando toda a distância que nos separa é uma parede, tomando chocolate quente se estiver frio, café preto se jah for muito tarde ou se o negócio for muito feio, e aquele bendito brigadeiro perfeito pra qualquer situação!!!!!!
    Bom, espero que os adultos que nos rodeiam não leiam isso!!!!!!
    Um beijo grande amiga, e espero que tenha sentido minha falta na micareta… Não senti isso no orkut… (Claro, tinha que registrar meu ciúme aki!!!!)
    Te amo, e tenho orgulho muito grande de vc!!!!
    Minha Clarice Linspector!!!!


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.